Quem Somos


Começo com um pedido: não interrompa a leitura do editorial na próxima sentença.

A verdade não será a nossa responsabilidade, será a sua!

Cultuamos a dúvida, pois ela em si, para os filósofos gregos, era a expressão da verdade e o fundamento central para o pensamento livre. 

O jornalismo da Sócrates partirá do princípio da racionalização de René Descartes, filósofo francês, aquele que dizia: “Penso, logo existo”. 

Escrevemos histórias, descrevemos os fatos e nos distanciamos das certezas.

Hesitamos em acreditar que o papel da imprensa é a revelação de “verdades”. 

 A dúvida, em nosso entendimento, não é um fim, mas um meio para alcançar a verdade e será o condutor do jornalismo praticado por esta revista digital.

É a soberania em dar a liberdade necessária ao leitor para o que pensar (ao inteirar-se da conjuntura), partindo de si mesmo, como considerou Hegel.

Por isso, adotamos a frase “PENSAR NÃO É ESPORTE”, confiando  ao leitor a autonomia  de decidir  o  que é a verdade pelos fatos, que  evidenciem na sua consciência ou que a razão conheça  de modo nítido.      

Comentários